2 Views
Farm Share
by Published on March 16, 2020

Ferramenta contribui para as medidas que visam impedir a entrada e a disseminação de doenças animais no país .

Com objetivo de fortalecer medidas para proteger a saúde da produção pecuária nacional, o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural do México disponibilizou aos produtores o aplicativo para dispositivos móveis AVISE, que facilita a notificação de sintomas em animais que podem significar presença de doenças exóticas em uma fazenda ou unidade produtiva.

O aplicativo se soma às medidas operadas pelo Serviço Nacional de Saúde, Segurança e Qualidade Agroalimentar (Senasica) para impedir a entrada e disseminação de doenças exóticas, ou seja, elas não estão presentes no país, podendo afetar a produção de aves, gado, porcos, ovelhas, cabras, cavalos, leporídeos, abelhas e peixes.

Dessa forma, a Agricultura traz aos agricultores um mecanismo de alerta ágil e eficiente para aumentar o número de notificações, uma vez que, de acordo com o Sistema Nacional de Informação para Doenças Exóticas e Emergentes (SINEXE), apenas nos últimos 10 anos Eles receberam 1.260 notificações de doenças de suínos, uma média de 10,5 alertas por mês em um país que possui um rebanho de mais de 17,8 milhões de cabeças.

Com notificação oportuna, doenças exóticas como a peste suína africana (PPA), encefalopatia espongiforme bovina (doença da vaca louca), febre aftosa, febre suína clássica e gripe, entre outras, podem ser rapidamente prevenidas e controladas.

O procedimento para enviar notificações pelo aplicativo é simples, o produtor deve se registrar no sistema para que a equipe técnica possa se comunicar com ele e acompanhar o caso.

Depois que o aplicativo gera um nome de usuário e senha, o produtor pode exibir um menu interativo com desenhos das espécies que estão habilitadas para relatar.

Quando uma opção é selecionada, o desenho será sombreado, permitindo ao usuário relatar os sintomas da doença e anexar até cinco fotografias por notificação.

Por exemplo, no caso de doenças suínas, o aplicativo fornece como opções sintomáticas: alta mortalidade; bolhas; vesículas no focinho, mamilos ou pernas; que eles estão machucados; com febre e decomposição em feridas de animais vivos.

Posteriormente, com a ajuda do software de localização do equipamento, o aplicativo gerará o ponto geográfico a partir do qual a notificação foi enviada para que os veterinários da Comissão México-Estados Unidos para a Prevenção da Febre Aftosa e outras Doenças Animais Exóticas (CPA) do Senasica vão checar os animais.

Finalmente, o sistema gera um fólio para o usuário, fornece um número de telefone para que ele possa se comunicar em caso de dúvida e o convida a estar atento à chamada da equipe técnica da Senasica para acompanhar sua reclamação.

O aplicativo AVISE está disponível para dispositivos Android e a versão iOS será lançada em breve.

 

Be the first person to like this.
Also from this author
by March 16, 2020
2 Views
As medidas estão contidas na Resolução 5/18 - publicada em 21 de novembro Desde o primeiro dia útil de janeiro de 2020, os produtores de frutas da Argentina devem provar que cumprem as Boas Práticas Agrícolas (BPA). O mesmo deverá ser feito um ano depois, pelos produtores de horticultura. Os requisitos básicos para as BPA incluem a obrigação de usar produtos fitossanitários autorizados pela Senasa (Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Agroalimentar) em seus recipientes originais e em cult...
by March 16, 2020
2 Views
Vale destacar que, no Sul do País, o cenário de baixa oferta deve continuar sendo verificado nos próximos meses O preço do leite pago ao produtor em fevereiro (referente ao volume captado em janeiro) foi de R$ 1,4175/litro na “Média Brasil” líquida, aumento de 3,6% (ou de quase cinco centavos) frente ao mês anterior, segundo pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. O movimento de alta nos preços do leite no campo, observado pelo terceiro mês seguido...
by March 16, 2020
2 Views
A abertura da etapa será no dia 16 de março, uma segunda-feira, e o prazo para aplicação da vacina vai até 14 de abril. Com a autorização do Ministério da Agricultura para o Rio Grande do Sul antecipar a etapa de vacinação de maio para março, o produtor precisa estar atento aos novos prazos. As casas agropecuárias credenciadas junto à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural já estão realizando as encomendas das doses.  A abertura da etapa será no dia 16 de março, uma segun...